Fundada em 1903, a Sociedade Musical de Guimarães (SMG) é uma associação cultural com personalidade jurídica, sem fins lucrativos, que visa a dinamização cultural e a formação artística dos seus membros e da população em geral, no campo da música. Entre os seus objectivos estão o ensino vocacional da música, através da sua "Academia de Música Bernardo Valentim Moreira de Sá "- de que é proprietária e titular; a investigação musicológica nas suas diversas vertentes; a ação cultural; e o aprofundamento das raízes da música portuguesa e tradicional da região. 

Promove a cultura e lidera iniciativas agregadoras de sinergias comuns. 

Representa um importante potencial de intervenção cultural na região e, nessa linha, tem como potenciais associados todos quantos em Guimarães ou na região se dedicam ao estudo, à formação e à fruição da música ou a atividades artísticas afins. 

Representa um importante potencial de intervenção cultural na região e, nessa linha, tem como potenciais associados todos quantos, em Guimarães ou nos municípios vizinhos, se dedicam ao estudo, à formação e à fruição da música ou a atividades artísticas afins. 

Pretende constituir-se como parceiro social na definição de uma política cultural para a região e representar, perante os organismos oficiais, as aspirações e os anseios de todos os seus associados, na busca de maior espaço e protagonismo das coletividades musicais no campo que lhes é específico.

Admite como seus sócios preferenciais: musicólogos e professores de música; instrumentistas de orquestras; pianistas; organistas; artistas de música ligeira e coralistas; encarregados de educação dos alunos que frequentam as escolas de música da instituição; pessoas que gostem de música ou toquem instrumentos tradicionais; enfim, todos os que se encontrem integrados em grupos musicais ou trabalham na produção do som e pretendam encontrar um espaço de convívio, investigação e cultura musical mais alargados que o seu espaço habitual.

A importância da atividade cultural e formativa da SMG foi já reconhecida publicamente pela Câmara Municipal de Guimarães, que a distinguiu com a Medalha de Mérito Cultural em Ouro, distinção essa que foi entregue pelo então Presidente da República, Dr. Jorge Sampaio, ao Presidente da Sociedade Musical, Armindo Cachada, durante as cerimónias oficiais do 24 de Junho de 2000 - Dia Um de Portugal. 

A SMG tem parcerias com diversas instituições culturais, nacionais e internacionais. A 25 de Março de 2003 a SMG comemorou o seu primeiro centenário, contando atualmente 112 anos de existência, que celebrou a 25 de Março de 2015.